• Prefeitura de Feijó

Prefeitura de Feijó realiza ações em alusão ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais

Para marcar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, a Prefeitura de Feijó através da Secretaria Municipal de Saúde realizou, ações de testagem para a doença em algumas unidades de saúde do município.


Segundo o secretário de saúde, Eronildo Oliveira, a ação faz parte do Julho Amarelo - Combate às hepatites virais, e oferece a população uma série de palestras, testes rápidos para hepatite B, C, HIV e Sífilis.

"Fizemos a campanha para chamar a atenção da população dos cuidados e prevenções contra as hepatites virais e outras doenças" frisou o secretário.

Hepatites Virais - A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Na maioria das vezes, é assintomática. No Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus B e C, que possuem diversos mecanismos de transmissão, como o parenteral, sexual, compartilhamento de objetos contaminados (agulhas, seringas, lâminas de barbear, escovas de dente, alicates de manicure), utensílios para colocação de piercing e confecção de tatuagens e outros instrumentos usados para uso de drogas injetáveis e inaláveis.


Confira as principais medidas de prevenção:

Hepatite B: A melhor forma de prevenção é a vacina, associada ao uso do preservativo e o não compartilhamento de objetos pessoais. A vacina está disponível em todas as unidades de saúde para todas as faixas etárias, sendo extremamente eficaz e segura.


Hepatite C: Não existe vacina contra a hepatite C, mas há medicamentos que permitem a cura da doença. O tratamento é rápido e tem poucos efeitos colaterais. Para evitar a infecção, é importante não compartilhar com outras pessoas qualquer objeto que possa ter entrado em contato com sangue. Outra forma de prevenção é a utilização de preservativos em todas as relações sexuais.


Gestantes - As gestantes devem fazer o exame para diagnosticar as hepatites B e C no pré-natal, pois também existe a transmissão do vírus da mãe para o filho, durante a gestação e o parto. Gestantes não vacinadas devem realizar a vacinação contra o vírus da hepatite B. Outra ação importante para prevenir a transmissão para o recém-nascido é a aplicação da vacina nas primeiras 12 horas de vida da criança.


Galeria de Fotos


0 comentário