• Prefeitura de Feijó

1º Seminário Café Amazônico apresenta tecnologias e ferramentas para o cultivo do café em Feijó

Seminário discute cultivo do café em Feijó

A Prefeitura de Feijó através da Secretaria Municipal de Agricultura e Agronegócio, em parceria com a Embrapa, Sebrae, Governo do Estado do Acre e apoio da Universidade Federal do Acre (Ufac), promoveu no último sábado, 6, o 1º Seminário Cultura do Café Robustas Amazônicos em Feijó". O evento aconteceu na sala de sessões da Câmara de vereadores de Feijó e contou com a presença do chefe do executivo municipal, Prefeito de Feijó Kiefer Cavalcante, presidente da Câmara de vereadores Vereadora Dedê (Psb), Mirla (SD), Secretário de Estado de Produção e Agronegócio, Nenê Junqueira, equipe técnica da SEPA, Chefe Geral da EMBRAPA, Bruno Pena, Secretário Municipal de Produção e Agronegócio de Feijó, Francisco Severiano, Secretário de Meio Ambiente, Juarez Leitão e representantes de associações, produtores e agricultores e entusiastas do café.

Durante as 8 horas de seminário, o objetivo foi divulgar e estimular a adoção de tecnologias para o cultivo de café Robustas Amazônicos recomendadas pela pesquisa para as condições de clima e solo do Acre.


Na abertura do evento, o prefeito Kiefer Cavalcante, integrante da mesa de honra, agradeceu aos parceiros e apoiadores, para que o evento fosse realizado e beneficiasse a cidade de Feijó.

"Quero agradecer a Embrapa, Sebrae, Governo do Estado e Sepa, Câmara de Vereadores, Basa, secretaria municipal de agricultura e meio ambiente de Feijó e a Ufac, todos que nos ajudaram a promover esse seminário em Feijó para debater um produto tão importante para o setor produtivo, que é o café. Feijó vem adotando tecnologias e ferramentas para ampliar a produção do café, iniciou o plantio do café clonal e estamos trabalhando para alcançarmos uma colocação melhor e nos consolidar nesse mercado, esse seminário é muito importante e enriquecedor para os produtores, sejam todos bem-vindos" frisou o prefeito.

Os produtores rurais, técnicos, extensionistas, gestores de torrefadoras e pesquisadores poderão conhecer as novas cultivares híbridas de café clonal desenvolvidas pela Embrapa Rondônia para a Amazônia. O material é fruto do cruzamento de plantas de café Canéfora dos grupos Robusta e Conilon e visa a desenvolver a cultura nos diferentes estados da região.


No Acre, as cultivares foram testadas e avaliadas por meio de cinco Unidades Demonstrativas implantadas em Acrelândia, Rio Branco e Cruzeiro do Sul. “Pretendemos mostrar para os agricultores que a cafeicultura é um ótimo investimento. O município de Feijó possui a tradição da cafeicultura, inclusive com uma torrefadora instalada e em operação. Pretendemos estimular o fortalecimento dessa cultura com aplicação de tecnologias que incrementem a produção de forma sustentável”, conta o analista da Embrapa Acre, Daniel Lambertucci.

O desenvolvimento das cultivares de café clonal visa a atender demandas dos produtores rurais por cafés mais produtivos, crescente nos estados de Rondônia, Mato Grosso, Amazonas e Acre. As cultivares híbridas da Embrapa vêm sendo testadas em mais de 40 localidades do País, por meio de Unidades Demonstrativas e de Observação, em áreas de produtores e de instituições parceiras. Aproximadamente 25 áreas estão em Rondônia e outras 15 nos Estados do Acre, Mato Grosso, Amazonas, Roraima, Tocantins, Bahia, Espírito Santo, Distrito Federal e Minas Gerais. O lançamento dos novos materiais “Robustas Amazônicos” ocorreu em 2019.

O secretário municipal de produção e agronegócio de Feijó, Chico Severiano, destacou que o evento é um sonho para os agricultores e produtores feijoenses, e disse que trabalha para melhorar cada vez mais a vida daqueles que produzem em Feijó. "Com o apoio do prefeito Kiefer Cavalcante, estamos conseguindo beneficiar o setor produtivo em várias frentes de trabalho aqui em Feijó, em parceria com as demais secretarias e órgãos estaduais, setor privado e associações e comunidade. Aproveitem o seminário, serão informações importantes para investirem no cultivo do café e ampliar os ganhos e a qualidade do produto, aqui os especialistas darão show, mas precisamos que vocês, compreendam tudo, para darem show em suas propriedades também, cultivando o produto da forma correta e agregando valor" salientou Chico Severiano.


O professor de agronomia da Ufac, Leonardo Tavella, responsável pela condução do experimento em Cruzeiro do Sul, os clones demonstraram boa adaptação às condições locais. “Resultados mostram que para alcançar altos rendimentos na produtividade é necessário plantar na época adequada e investir em correção de solo, adubação e manejo das plantas de café”, explica.


Galeria de Fotos


0 comentário